Precisamos falar sobre a Coreia do Norte: “Para Poder Viver” (Yeonmi Park) e “Fuga do Campo 14” (Blaine Harden)

Olá! Antes de começar, gostaria de dizer que este post não é uma resenha sobre os livros, apenas uma reflexão pessoal que tive ao lê-los. Não pretendo entrar em detalhes…

Continuar lendo Precisamos falar sobre a Coreia do Norte: “Para Poder Viver” (Yeonmi Park) e “Fuga do Campo 14” (Blaine Harden)

Uma autobiografia desordenada

10540243_472834939520837_70285351_nTenho 18 anos e sou a pessoa mais nova do meu próprio círculo de convívio.

As pessoas normalmente costumam me associar a uma pessoa madura e bem resolvida.

Minha mãe sempre me educou para que eu fosse uma pessoa forte e independente.

Dizem que eu sou mimada pelo meu pai. Não é verdade, a minha mãe não deixa.

Sempre projeto nas pessoas um nível de exigência maior que o meu.

Como qualquer tipo de verdura, menos quiabo. E não adianta insistir, eu tenho ânsia de vômito só ao tentar.

Gosto de ter vários objetos do mesmo tipo, só que de cores diferentes. Tipo roupas.

(mais…)

Continuar lendo Uma autobiografia desordenada

For Oscar Wilde, posing as a somdomite

Image

“I’m sexier than you, baby.”

Escolhi como tema do meu trabalho de Teoria da Narrativa a análise do romance O Retrato de Dorian Gray. A obra, cujo caráter é visivelmente autobiográfico, solicita entendimento prévio da vida do autor para poder ser inteiramente contemplada.

E, por isso, não pude deixar de desenvolver uma breve introdução acerca da vida do Sr. Wilde. (mais…)

Continuar lendo For Oscar Wilde, posing as a somdomite